O meu Voo

segunda-feira

Voa sempre mais alto!

Crescem. E voam.
Deixam o ninho e juntam palhinhas para o seu próprio ninho.
E não são mais nossos.
E há certas alturas em que a saudade cala mais alto e acende rastilhos que inflamam convulsões no peito e fazem jorrar cascatas dos olhos.
E a vida se revê para trás, do princípio, quando as flores mais belas se desenharam e trouxeram a vida ao ninho que aos poucos se foi vestindo de penugens frescas...

Eu sei, as avezinhas tinham de crescer. E é muito bom quando as suas asas ganham penas fortes que lhes garantem o voo.
Eu sei como a felicidade do seu voo é a nossa alegria.
Mas não posso evitar, hoje, um pouco de nostalgia.

Parabéns, meu amor!

19 Comments:

Å®t Øf £övë said...

Fá,
A nostalgia é um sentimento bom, porque significa que o que ficou para trás foram boas recordações, e boas memórias.
Bjs.

poetaeusou . . . said...

*
só sentimos nostalgia,
das coisas boas da vida !
,
deixa voar,
com a protecção dos céus !
,
conchinhas,
,
*

Lilá(s) said...

E com nostálgia eu fico ao ler este texto, a minha avezinha também vai deixando o ninho...
Bjs

gabriela r martins said...

é difícil conceber o voo ,sobretudo ,quando este deixa de ser rasante.......



.
um beijo

Justine said...

Como eu te compreendo!!!
Abraço

Multiolhares said...

A nossa obrigação é prepara-los para voar, mas como dói sentir que já não precisam de nós para os cuidar no ninho
beijinhos

Chinha said...

A ave cresce....Quer viver...Quer ser independente....

Também já aves fomos...Também partimos.

Temos que dar o voo da libertade, depois colheremos o fruto.

Entendo

bjitos da Chinha

avlisjota said...

Olá Fa

Parabéns para ti e para o teu amor!

Beijos e fica bem!

José

AC said...

Por mais que cresçam, fica sempre a nostalgia dos primeiros passos, dos primeiros voos...

Beijo :)

Ana Luar said...

Uma lei que impera.... a da escolha do próprio caminho tal como tb nós já o fizemos. E que essas asas nunca se quedem.

Baila sem peso said...

Xiii...o que fui ler aqui!
Eu que já vi levantar voo
uma avezinha que é meu tesouro
e outra tenho ainda
que um dia p´ra lá caminha...
Mas são asas que tenho em mim
pois também eu, já fui assim...
A nostalgia fica em nós
desde o tempo dos nossos avós :)

(eu sei é de Maio, mas sempre actual, este ritual!)

"inflamam convulsões no peito e fazem jorrar cascatas dos olhos."
Lindo, lindo...flores aos molhos!

Bjinhos

Aníbal Raposo said...

Cara Fá,

Conheço o sentimento e divisão.

Beijos

uminuto said...

venho tarde...mas adorei ler
beijo

Vanuza Pantaleão said...

É preciso que assim aconteça, é a lei natural e saudável da vida.
Olhemos para a frente e que os novos pássaros voem em harmonia.

Fa, fica com Deus!!!

Pena said...

Divinal Amiga de Fé:
"...E há certas alturas em que a saudade cala mais alto e acende rastilhos que inflamam convulsões no peito e fazem jorrar cascatas dos olhos..."

Lindo de mais.
Feliz Natal em família. Tempo de paz e tranquilidade.
Adorei.
É uma estimada amiga sincera.
Abraço amigo de respeito e estima.
Com admiração constante pelo seu talento enorme.

pena

Bem-Haja.
Um maravoilhoso e excelente Natal. Merece por completo.
Adorei.

Vanuza Pantaleão said...

Passei pelo Matagal e a Fa estava por lá. Adorei, amiga!!!

Pena said...

Estimada Amiga:
"...Eu sei, as avezinhas tinham de crescer. E é muito bom quando as suas asas ganham penas fortes que lhes garantem o voo.
Eu sei como a felicidade do seu voo é a nossa alegria.
Mas não posso evitar, hoje, um pouco de nostalgia..."

Assim, acontece, ternamente, com os "Humanos":
É o Ciclo da vida.
Perfeito.
Bem-Haja, pela beleza do Post.
Abraço amigo de respeito.
Sempre a admirá-la

pena
Adorei. Fantástico.

gatinhafofa said...

Todos nós crescemos incluindo passaros,animais,flores,arvores,etc. Só que por vezes é dificil imaginar e pensar que estamos cada vez mais velhos e velhinhas. No entanto temos que viver um dia de cada vez e temos que tentar viver a vida da melhor forma possivel. Beijinhos!!

A.S. said...

Sim!... O seu voo é a nossa alegria!!!


Beijos,
AL